sábado, 18 de janeiro de 2014

Assumindo os cacholindos


Nossa, essa combinação minha de cachos + lindos ficou horrível, né? Deu pra perceber no ultimo post que eu amo cabelo cacheado (sempre quis ter um, morria de inveja da minha irmã). Fui no salão pra fazer cachinhos, já que sou uma desgraça com o babyliss. Bem, a pessoa que eu chamei pra participar do post hoje é muito especial pra mim e a admiro muito pela coragem. Não é fácil assumir o seu cabelo natural em tempos de que progressiva é a regra (até eu me rendi, e olha que meu cabelo nem é cacheado), tem dias que a gente odeia o cabelo e a vontade é passar a chapinha e ponto. Bem, a minha amiga é a Julia Duca, estudamos esse ultimo ano e ela fez uma mudança radical no cabelo! Ah, ela tem um blog também, que ela divide com a Tatá, que é outra amiga minha. Aí vai a experiência da Ju pra vocês!!!

"Quando eu decidi assumir meus cachos depois de 3 anos na base da progressiva eu sabia que não seria fácil, só não sabia que o drama seria tamanho. É extremamente difícil, pelo menos no meu círculo de convivência, encontrar alguém que ainda não tenha passado para o lado liso da força e isso dificultou a minha persistência no processo. Se livrar da progressiva não exige nada além de tempo e paciência, não existe nenhum produto que tire a química e foi por isso que eu cortei chanel meu cabelo que batia no meio das costas.

Quando as raízes começaram a se alastrar eu fiquei entre a chapinha e o babyliss, por fim preferi o babyliss por durar mais e me ajudar a acostumar com a ideia das ondas. Nos dias de falta de paciência com o cabelo eu caia em uma deprê sem fim com direito a muita reclamação, não sei como as pessoas me aguentavam... (rebeca intrusa aqui, com muito amor, né ju?) Após tortuosos meses entre a cruz e a caldeirinha, sempre considerando a ideia de voltar para a escova, eu fiz o corte de misericórdia e tirei por vez todo o que ainda restava de liso. Vale acrescentar que durando todo o processo eu ia ao salão para fazer a sobrancelha e saia de la com o cabelo dois dedos mais curto, nunca cortei tanto o cabelo como nesse último ano e acho que esse foi um fator chave para acelerar a coisa toda. Agora, com as minhas madeixas naturais e encaracoladas eu estou em lua-de-mel cabelo cacheado é tudo de bom gente, fui muito bobona por ter receio de assumir minhas raízes antes, me conscientizar disso foi o mais libertador de tudo."

O final é a parte mais linda de todo e texto, né? Assumir quem nós somos e como nós somos é sempre o melhor a se fazer e como a ju disse é libertador! Eu também to nesse processo de sair da progressiva, comigo não é tão dramático, já que meu cabelo era ondulado, nada muito "rebelde". Isso tem a ver até com a saúde do cabelo, né gente? Espero que se inspirem com a história da ju e que larguem suas chapinhas também!


Foto de como o cabelo da ju era antes:


Foto de como o cabelo da Ju tá agora:

E essas covinhas? Dá vontade de apertar e agarrar, hahaha. Beijos meninas e até o próximo post <3


3 comentários:

. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Júlia Duca disse...

:O olha como meu cabelo era grande!!!!! Nunca tinha parado pra comprar

Anônimo disse...

Ai to tentando me livrar da escova tb, mas o meu drama ainda é pior do que o dela pq meu cabelo ainda é oleoso ao extremo então não consigo ficar a base de chapinha ou babyliss pq tenho que lavar todos os dias, mas quando eu voltar pros meus cachos acho que tudo vai valer a pena ❤